Incrível

Incrível
Conheça Capitão, o cão que vive no túmulo do dono. Link aqui

Conheça

Conheça
A fantástica raposa do Ártico. Link aqui

Você acha que

Você acha que
vegetarianos são uma solução para o mundo? Link aqui

Ouça a RDA, você vai amar!

Ouça a RDA, você vai amar!
Hoje é dia do programa Mania de Gatos. Link para o site oficial da RDA

JAPONESES CRIAM VINHO PARA GATOS

26/02/14

Foto: Reprodução - Voz da Rússia
Já não se deverá procurar companhia para desfrutar uma noite tomando um copo de vinho. Em breve será possível compartilhar com o gato doméstico.

Por Voz da Rússia

Uma empresa japonesa começa a vender vinho para gatos. A denominação do novo produto é "Miau-miau de nova colheita" (Nyan Nyan Nouveau).

Uma garrafa de vinho para felinos domésticos, de 180 ml, vai custar 4 dólares. Os criadores da bebida para gatos assinalam que seu produto é destinado aos mascotes cujos donos querem compartilhar com eles todos os feriados.


Os defensores dos direitos dos animais não têm motivos para se preocupar, visto que o vinho não contém álcool mas sim suco de uva Cabernet, vitaminas e extrato de Nepeta cataria, comumente conhecida como erva-gateira. (Fonte: Voz da Rússia)

CAÇA PREDATÓRIA E TRÁFICO AMEAÇAM MAIS DE 11 MIL ESPÉCIES ANIMAIS, DIZ ONG

24/02/14

Na mira de caçadores de marfim (Foto: Reprodução)
Mais de 11 mil espécies animais estão ameaças em todo o mundo, segundo a “lista vermelha” elaborada pela União Mundial pela Natureza (UICN, na sigla em inglês). O documento, considerado o principal instrumento de medida da biodiversidade, também alerta para os perigos que representam o crescimento da caça ilegal e o tráfico para as espécies animais.

Por: Rádio França Internacional

Das 53.267 espécies de animais vertebrados e invertebrados identificadas pela UICN, 11.212 estão ameaçadas atualmente. A União Mundial pela Natureza, mais antiga e maior rede ecológica do mundo, foi criada em 1948 em Fontainebleau, na França, e tem sua sede atual em Gland, na Suíça.

Segundo a UICN, uma em cada quatro espécies de mamíferos, um em cada oito pássaros e mais de um em cada três anfíbios estão ameaçados de extinção. O tráfico aumenta drasticamente os riscos para algumas espécies recenseadas como os elefantes procurados pelo marfim, os rinocerontes pelos seus chifres, os tubarões pelas suas barbatanas e também o pangolim da China, caçado para fins medicinais.

A Convenção sobre o Comércio Internacional das Espécies da Fauna e Flora Selvagens Ameaçadas de Extinção (Cites) proíbe o comércio de mais de 600 espécies de animais, entre elas, macacos, felinos, elefantes, rinocerontes, tartarugas marinhas assim como uma grande variedade de crocodilos e serpentes.

Adotada no dia 3 de março de 1973 em Washington, e em vigor desde 1975, a Convenção reúne 178 países e impõe um controle rigoroso sobre o comércio de cerca de 4.500 espécies animais.

Caça ilegal bate recordes
A UICN denuncia que a caça ilegal vem batendo recordes. Ela aumentou em 43% em relação aos rinocerontes na África entre 2011 e 2012, segundo a ONG. No entanto, o comércio deste animal está proibido deste1977. Mais de mil rinocerontes foram mortos no ano passado na África do Sul, país que abriga 80% das espécies. A estatística é 77 vezes maior do que em 2007.

Os elefantes, estimados em menos de 500 mil na África atualmente, contra os milhões que existiam na metade do século 20, estão ameaçados duplamente: pela destruição de seu habitat e também pela explosão da caça ilegal, estimulada principalmente pela forte demanda dos países da Ásia e do Oriente Médio.

O comércio mundial de marfim foi proibido em 1989, mas o tráfico dobrou a partir de 2007 e mais que triplicou em 1998, segundo um relatório publicado à margem da Conferência da Cites, em março de 2013.

A Cites decidiu no ano passado regular estritamente o comércio mundial de cinco espécies de tubarões. A ONG Traffic estima o comércio de barbatana em mais de 480 milhões de dólares por ano. A Ásia é o principal acusado pela pesca predatória de tubarões. Cerca de 100 milhões de tubarões são mortos todo ano segundo a FAO. A Organização da ONU para alimentação e agricultura estima que 90% da população de tubarões desapareceu em um século. (Fonte: Rádio França Internacional) 


A BELA HISTÓRIA DE UM CACHORRO DE RUA QUE ESCOLHEU O PRESÉPIO DA PRAÇA PARA PASSAR O NATAL

24/12/13


Esta é uma dessas histórias diferentes das muitas contadas no Jornal Defesa dos Animais e que vale a pena lembrar, pois ocorreu a alguns anos atrás. Mostra a inocência e pureza dos animais numa época tão materialista e de hipocrisia como é o Natal. Ocasião em que as pessoas se cumprimentam, quando deveriam se cumprimentar o ano todo. Em que dão presentes, quando deveriam dar sempre e que se envolvem com tantos símbolos como árvore de Natal, papai Noel e outras coisas enquanto esquecem do aniversariante.

Por Leonardo Bezerra

Um cachorro de rua conseguiu tocar o coração da cidade de Criciúma chamando a atenção de todos que passavam pela praça. Ele simplesmente escolheu o presépio de Natal da praça central da cidade como refúgio contra o frio, a solidão e o abandono que sofre por parte dos seres humanos.



Numa atitude um pouco atrevida para uns mas linda para outros, o cachorrinho simplesmente encontrou um lugar aconchegante junto ao menino Jesus. Na verdade ninguém teve um lugar tão privilegiado para passar o Natal quanto este animalzinho.



Enquanto as pessoas comiam e bebiam, alegravam-se com tão pouco, o cãozinho já tinha tudo. Esse foi o melhor Natal para ele e provavelmente o melhor presente para todos que puderam ver uma cena tão linda.

ATIVISTA BRASILEIRA DO GREENPEACE É SOLTA NA RÚSSIA

20/11/13

Ativista brasileira Ana Paula (Foto: Reprodução)
Finalmente o tribunal de São Petersburgo decidiu pela libertação de mais três membros do Greenpeace que estavam presos desde 19 de setembro, entre eles, Ana Paula Maciel.

Por Leonardo Bezerra

Os ativistas, membros da tripulação do navio Arctic Sunrise, haviam sido presos por guardas da fronteira russa por tentarem realizar um protesto não autorizado na plataforma de petróleo Prirazlomnaya, no Ártico.

Anteriormente já haviam sido libertados sob fiança três russos; Ekaterina Zaspa, Denis Sinyakov e o porta-voz da filial russa do Greenpeace Andrei Allakhverdov. No total eram 28 ambientalistas e dois jornalistas.

No caso da brasileira Ana Paula, a fiança é de R$ 140 mil. Porém, ainda não ficou claro se a ativista poderá deixar a Rússia.

Acusados inicialmente de pirataria, respondem no momento por vandalismo; isto porque a pressão mundial sob o assunto foi muito forte possibilitando algum tipo de negociação. Para ativistas radicais como os do Greenpeace e do Sea Shepherd, entre outros, prisões e até mesmo risco de vida faz parte da rotina, principalmente quando os protestos são em países cujas leis são muito rigorosas ou quando envolvem questão de segurança nacional.


Felizmente, estamos em bons tempos na Rússia, tendo na figura de Putin, seu presidente, um ardoroso defensor dos animais. 

AUDIÊNCIA PÚBLICA VAI DEBATER DENÚNCIAS DE MAUS-TRATOS A ANIMAIS NO INSTITUTO ROYAL

27/10/13

Caso de maus-tratos a animais no Instituto Royal (Foto: Reprodução)

A denúncia de maus-tratos a animais no Instituto Royal será discutida em audiência pública da Comissão de Meio Ambiente da Câmara, na terça-feira. O foco será a libertação de 178 cães da raça beagle que seriam usados em testes científicos no laboratório do Instituto Royal, em São Roque, interior paulista.

Por Rádio Câmara

Apesar de o instituto ser credenciado no Conselho Nacional de Controle de Experimentação Animal, ativistas de ONGs de defesa dos animais o acusam de maus-tratos. O autor do requerimento de audiência pública, deputado Ricardo Tripoli, do PSDB paulista, disse que a intenção é esclarecer essa polêmica e buscar soluções efetivas para problemas que vêm se repetindo há vários anos.

"Essa é uma coisa que já vem suscitando a sociedade há mais de 15 ou 20 anos quanto aos maus-tratos aos animais no Brasil. Existem várias formas de maus-tratos e, dentre eles, apareceu agora esse caso Royal que é, na verdade, caracteristicamente um aspecto de maus-tratos pela forma como os elementos eram utilizados para, segundo eles, experimentos científicos".

Ricardo Tripoli também é o relator da comissão externa criada pela Câmara para investigar o caso Royal. A audiência pública já terá a experiência dos deputados que visitaram o instituto e mantiveram contato com delegados, promotores e ativistas de São Roque.

Para o debate na Câmara, foram convidados o ministros de Ciência e Tecnologia e representantes do Conselho Nacional de Controle da Experimentação Animal e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, além de médicos, biólogos, dirigentes do Instituto Royal e ativistas de ONGs de defesa dos animais. O deputado Ricardo Tripoli espera um diálogo franco entre esses diferentes pontos de vista.

"Embora o Código Penal fale das questões de furto e invasão, a Lei dos Crimes Ambientais determina também que maus-tratos aos animais é crime. Eu acho fundamental que seja apurado, que o diálogo seja aberto, que a classe científica se abra a essa discussão e não se omita. O mundo avançou muito - estão aí os prêmios Nobel de medicina e a formação de células humanas em laboratório - e não há mais necessidade de que os animais sofram como vêm sofrendo em algumas atividades como essa."

Eventual necessidade de mudança na legislação que trata desse tema também será discutido na audiência pública.

(Fonte: Rádio Câmara, Brasília, José Carlos Oliveira)

Nossos objetivos

Seja bem vindo! (a) Faça parte do Jornal Defesa dos Animais

Ajude-nos a melhorar ainda mais preenchendo este formulário

Entrevistas

Os animais são inocentes

Frases do dia

Conheça nossa página de vídeos

Resumo da Declaração Universal dos Direitos dos Animais

A Declaração Universal dos Direitos dos Animais da ONU

01 - Todos os animais têm o mesmo direito à vida.

02 - Todos os animais têm direito ao respeito e à proteção do homem.

03 - Nenhum animal deve ser maltratado.

04 - Todos os animais selvagens têm o direito de viver livres no seu habitat.

05 - O animal que o homem escolher para companheiro não deve ser nunca ser abandonado.

06 - Nenhum animal deve ser usado em experiências que lhe causem dor.

07 - Todo ato que põe em risco a vida de um animal é um crime contra a vida.

08 - A poluição e a destruição do meio ambiente são considerados crimes contra o animais.

09 - Os diretos dos animais devem ser defendidos por lei.

10 - O homem deve ser educado desde a infância para observar, respeitar e compreender

Material Editado

A maioria do conteúdo dos artigos são de nossa autoria baseados em fontes, entrevistas ou contatos sempre mencionados no final das matérias.

Os materiais de terceiros aqui editados são somente daquelas fontes que autorizam e seguindo o que as mesmas determinam.

Imagens usadas são de bancos de imagens livres ou de fontes que autorizam. Materiais de nossa autoria e de nossos colaboradores podem ser usados livremente por meios em defesa dos animais ou noticiosos sempre mencionando a fonte e autor.

Esta obra está sob uma licença Commons

Creative Commons License
Jornal Defesa dos Animais by Leonardo Bezerra is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.
Based on a work at jornalanimais.blogspot.com.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://jornalanimais.blogspot.com.